Confira aqui 8 dicas para motivar sua equipe

Confira-aqui-8-dicas-para-motivar-sua-equipe

compartilhe

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin

A motivação da equipe é um dos pontos mais importantes dentro de uma empresa. Aqui vamos explicar mais sobre como motivar sua equipe com 8 dicas fundamentais.

O primeiro passo para motivar uma equipe dentro de uma organização é começar a enxergar o colaborador como um cliente interno.

Dessa forma, é necessário desenvolver ações e estratégias que busquem conquistar, fidelizar e humanizar o contato da empresa com a pessoa colaboradora.

Essa é uma ferramenta fundamental na gestão de um negócio e deve ser empregada pela alta liderança da empresa.

Já acabou o tempo em que o colaborador era visto somente como um funcionário, que poderia ser demitido a qualquer momento. 

As empresas que crescem e obtêm destaque econômico são aquelas que conseguem ver em seu colaborador um ser humano, que estará na ponta do atendimento com o cliente, mas que precisa se sentir bem para poder executar o seu trabalho adequadamente e se desenvolver junto ao negócio, retendo os talentos.

Somente assim, a equipe terá motivação para realizar as suas atividades, pelo fato de se sentir valorizada pela empresa. 

Diante disso, neste artigo, separamos 8 dicas para saber como é possível motivar sua empresa e obter um melhor desempenho no mercado.

1. Valorize a equipe financeiramente

Para iniciarmos o assunto sobre a motivação da equipe, seja em uma empresa de pequeno porte ou uma empresa de grande porte, é impossível não falarmos sobre os salários. 

A valorização salarial é o primeiro ponto para conquistar o colaborador. Existem empresas que cobram uma alta performance, exigem muito esforço físico e, até mesmo, muita qualificação profissional, mas não retribuem o funcionário com um salário digno.  

Em tempos de home office tais exigências são ainda maiores, pois, muitas vezes as empresas demandam de seus funcionários infraestrutura própria. Isso inclui conexão remota de qualidade, escritório próprio e, até, disponibilidade maior nos horários.

Apesar disso, é preciso ter em mente que a pessoa não precisa somente pagar suas contas básicas, mas também ter um momento de lazer e integração com sua família. Parte disso, é conquistado por meio de um bom salário ou bonificações que podem ser ofertadas a partir do desempenho e resultado do colaborador.

Além disso, é cada vez mais entendido que a desvalorização desestimula o profissional, levando-o a procurar outras oportunidades, ou aceitar propostas de outros lugares, o que leva a perda de capital financeiro e estratégico, tendo em vista o conhecimento de processos e adequação à cultura que precisará ser passada a outros profissionais (que ainda passarão por treinamentos).

Por isso, não vale a pena pagar abaixo do mercado ou deixar de investir no desenvolvimento do colaborador, identificando os valores propostos como um todo para o negócio e o profissional, de modo a promover o desenvolvimento de ambos, motivando o colaborador.

2. Invista na profissionalização das pessoas

Um aspecto muito importante dentro da empresa é o investimento na capacitação profissional da equipe. Isso representa investir em cursos profissionalizantes, assim como em cursos de graduação e pós-graduação. 

Um funcionário que presta uma consultoria em ti, estará muito bem mais capacitado e preparado para desempenhar suas atividades se tiver realizando reciclagens e aperfeiçoamentos na área, por exemplo.

Isso tem reflexo, inclusive, na forma como o atendimento ao cliente é feito, assim como na forma como o serviço é prestado. Um funcionário com maior qualificação consegue desempenhar melhor seus serviços e reforça a credibilidade da marca. 

Diante disso, não se esqueça de investir na qualificação do profissional, que também passa a valorizar sua empresa por isso. 

Cabe ressaltar que a profissionalização inclui parcerias com instituições, bônus para estudo, cobertura da mensalidade e até mesmo o desenvolvimento de palestras e workshops dentro da empresa mesmo, bem como reciclagens sobre como gerir chaves de segurança, caso este seja o ramo de atuação, por exemplo.

3. Melhore a Comunicação Interna

Existem várias formas de comunicação e, nas empresas mais antigas, a comunicação descendente é muito comum, ou seja, de cima para baixo.

No entanto, empresas mais modernas e avançadas têm apostado na comunicação ascendente, que é feita de baixo para cima, assim como na comunicação circular, na qual o nível de hierarquia não impede que a equipe se comunique livremente, proporcionando feedbacks mais claros, uma interação mais fluída e até melhores insights.

Favorecer a comunicação é um passo importante para obter mais qualidade dentro da equipe, além de evitar problemas ocasionados por um assunto mal entendido, melhorando o clima organizacional.

Assim, uma das formas de melhorar a motivação em sua empresa é investir na comunicação interna e na integração das equipes, criando canais efetivos de comunicação e promovendo debates e desenvolvimentos de diálogos saudáveis.

Para melhor entendimento, imagine como seria a comunicação em uma grande rede de franquias de uma financiadora de carros. Esse tipo de negócio conta com a padronização de praticamente todos os serviços para que todas as franquias operem de forma parecida. Isso inclui a comunicação. 

Esse tipo de comunicação é voltada para facilitar a integração entre os setores, assim como fazer com que todos estejam alinhados quanto aos processos e objetivos da empresa, por exemplo. Essa é uma forma de preservar a imagem da empresa e atrair não só mais clientes, como também novos franqueados.

Isso pode ocorrer de várias formas, como:

  • Criação de um aplicativo interno;
  • Publicação de conteúdo na intranet;
  • Desenvolvimento de uma rede social corporativa;
  • Envio de emails/newsletters;
  • Uso de Whatsapp e outras ferramentas de bate-papo;
  • Uso de boletins e jornal mural.

Veja mais: Qual a diferença entre comunicação interna e Employer Branding?

4. Ofereça benefícios

Uma das ações possíveis para cativar e motivar a pessoa colaboradora é oferecer benefícios, demonstrando valorização do profissional e agregando valor ao salário emocional.

Dentre os benefícios, pode-se destacar:

  • Promover horário flexível de trabalho;
  • Permitir folgas no dia do aniversário;
  • Organizar expedientes mais curtos na sexta-feira;
  • Disponibilizar plano de saúde e odontológico;
  • Oferecer convênio em academias;
  • Conceder participação nos lucros;
  • Oferecer Presentes Personalizados em datas especiais.

Os benefícios motivam os funcionários a estarem na empresa, assim como a desempenharem seu trabalho da melhor forma possível. 

Além disso, esses benefícios reduzem o índice de turnover, que é a rotatividade (saída de colaboradores) que ocorre na empresa, havendo em excesso e impactando em capital intelectual e financeiro.

Se a ideia é obter um diferencial diante do mercado de trabalho e humanizar o contato da empresa com o colaborador, uma das formas de fazer isso, sem dúvidas, é por meio da oferta de benefícios.

5. Reconheça a equipe

Para motivar os colaboradores, o reconhecimento por um serviço ou atividade bem prestado é essencial.

Quanto mais sua empresa reconhecer o serviço do colaborador, mais ele terá vontade de estar na empresa.

Essa satisfação é traduzida em maior produtividade e investimento pessoal, a fim de crescer dentro da própria empresa.

A ideia não é criar uma competição não saudável dentro da equipe, com um excesso de mostrar quem é melhor. Pelo contrário, essa valorização precisa ser bem distribuída, de modo que o colaborador não se sinta injustiçado, reconhecendo aqueles que se destacam.

Boas iniciativas precisam ser valorizadas, só tenha cuidado para não ser injusto com ninguém da equipe.

6. Realize ações para integração

Uma das formas de valorizar a equipe de uma empresa de elevadores de cargas, por exemplo, e até mesmo de reconhecer o seu trabalho – se dá por meio de ações de integração. 

É fundamental integrar as equipes por meio de atividades, dinâmicas e games, bem como na própria rotina e desenvolvimento de projetos. 

Essa interação precisa passar uma lição ao colaborador de parceria, companheirismo e da importância do trabalho em equipe. 

Ou seja, não é uma ideia de competir ou de mostrar quem é melhor, mas sim, de mostrar que o trabalho em equipe é essencial para atingir as metas e objetivos da empresa.  

Essas ações, inclusive, podem envolver um bate-papo ou roda de conversa, promovendo a interação e network, alinhando os pares e gerências, sem que dinâmicas sejam necessárias.

Nos bate-papos, os funcionários podem trazer dicas, sugestões e sua opinião em relação ao ambiente de trabalho, contribuindo com o desenvolvimento da marca e a valorização do corpo laboral.

7. Ofereça um bom local de trabalho 

Ter um bom local para trabalhar importa e pode ser essencial no momento de motivar o colaborador, mantê-lo engajado e confortável.

Mas o que isso representa? Que um local sujo, sem organização e até mesmo sem materiais para trabalhar corretamente afetam o bom desempenho do colaborador e seu bem-estar, desmotivando-o e levando-o a buscar outros locais. Assim, a empresa precisa pensar na segurança e bem-estar do funcionário.

Suponha que a equipe trabalha com exposição solar constante no escritório. Com isso, é necessário oferecer cortinas blackout para mantê-lo seguro e demonstrar o cuidado que a empresa tem, além de poder oferecer – também – um acompanhamento médico para evitar qualquer problema de saúde. 

Algumas empresas, inclusive, têm investido mais no setor de segurança do trabalho, dispondo de uma equipe que traz orientações sobre como evitar acidentes dentro do local de trabalho, melhorando o espaço, segurança e o foco do colaborador, visto que este não precisa mais se preocupar com o ambiente e os riscos existentes. 

Outro ponto importante é que os equipamentos dispostos na empresa devem ser confortáveis e seguros, para evitar acidentes e desconfortos que possam ocorrer. 

8. Atente-se às equipes terceirizadas 

Agora que você já conhece algumas dicas que são importantes para sua empresa, é importante se atentar a outros detalhes, que envolvem os colaboradores sem vínculo empregatício (estagiários, por exemplo) e até mesmo a equipe terceirizada. 

Muitas empresas contratam empresas terceirizadas para atividades diversas e esses colaboradores também demandam atenção. 

De modo geral, as empresas que mediam a contratação devem dispor de material adequado, como desinfetantes hospitalares para os profissionais de limpeza, assim como boas condições de trabalho, com luvas, equipamentos de proteção individual, dentre outros. 

Essas pessoas também fazem parte da empresa e, por isso, é importante que elas sejam valorizadas e vistas dessa forma, principalmente porque suas interações, prestação de serviço e conforto e motivação também dependem do espaço de interação e dos cuidados e valorizações que a empresa contratante promove, em alinhamento com a terceirizada.

Deste modo, é importante estar atento ao perfil dos colaboradores e todas as melhorias e benefícios que podem ser proporcionados para manter os colaboradores engajados e produtivos, promovendo benefícios a ambos envolvidos na relação profissional.
______________________

Esse texto foi originalmente desenvolvido pela equipe do blog Business Connection, onde você pode encontrar centenas de conteúdos informativos sobre diversos segmentos.

4 respostas

    1. Oi, Vitória!

      Que bom que você gostou! Aplicar as estratégias e ver tudo acontecendo é muito bom, não é mesmo? Pode contar com a gente para mais dicas de Employee Experience e RH.

      Abraços,

      Amanda Macedo
      Comunicação

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Conheça o kit bebê personalizado

receba conteúdos exclusivos sobre employee experience